Josenilson Leite - Poeta de Garanhuns
Poemas da vida, palavras do coração
Textos

O Peregrino


Foi para sobreviver
Que Conselheiro trabalhou
Aprendendo com o seu pai
A arte de ser construtor.

Construía e restaurava
Muitas obras sem mistérios
De capelas a Igrejas
Até alguns cemitérios.

Antônio Maciel
Teve sua inspiração
Baseado em Ibiapina
Pela sua pregação
Peregrinando os quatro cantos
Do tão sofrido sertão.

Passou a ler o evangelho
Com muita dedicação
Divulgando ao povo humilde
Como forma de acalento
Nas horas de aflição.

Por causa dos seus conselhos
Ganhou muitos seguidores
Que sempre o acompanhava
Por todos os arredores.

A simpatia dos pobres
Por ele só aumentava
Surgia o inimigo
Que de pronto não aceitava
Os padres perdiam prestígio
E também o invejava
Mas Antônio Conselheiro
Resiliente pregava.
.
Mesmo com os inimigos
Conselheiro não desistia
Em 1874
Com os seus seguidores fixaria
Perto da Vila Itapicuru de Cima
E naquele local fundaria
O Arraial do Bom Jesus
Bem no sertão da Bahia.


Assassinaram sua esposa
E sem provas foi acusado
Ficou preso no Ceará
Foi julgado e inocentado.

Durante o tempo na prisão
Não ficava ocioso
Aumentou o seu fervor
De cunho religioso.

Seu prestígio entre os pobres
Aumentou como outrora
Mais seguidores se reuniram
E o seguiram sertão a fora.

No ano de 1893
Numa fazenda abandonada
Às margens do Rio Vaza-Barris
Estabeleceu sua morada
Era o norte da Bahia
Região bem afastada
Conhecida por Canudos
Para ele abençoada.

Lá fundou um povoado
Que se chamou Belo Monte
Transformou-se em cidade
Com 25 mil habitantes.











 
Josenilson Leite Poeta de Garanhuns
Enviado por Josenilson Leite Poeta de Garanhuns em 17/08/2019
Alterado em 30/09/2019
Comentários
VIDA EM VERSO E RIMA R$20,00 História de um Campeão R$3,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras